quarta-feira, 4 de julho de 2012

Folclore



PROJETO DE TRABALHO APRESENTADO NA...
1.    TEMA: BRINCAR TAMBÉM É FOLCLORE!
2.    TEMÁTICA: A cultura do brincar na instituição de Educação Infantil
3.    EIXOS TEMÁTICOS: Pluralidade Cultural e Ética
4.    JUSTIFICATIVA:
Atualmente, a cultura do brincar disseminada nas instituições de Educação Infantil é reconhecida pela sua importância para o desenvolvimento do imaginário infantil. E sendo o ato de brincar o principal modo de expressão da infância, uma vez que brincando as crianças aprendem a viver e a se desenvolver de forma lúdica e prazerosa. E o Folclore, com conteúdos de uma singular riqueza, torna-se agente facilitador para o resgate da cultura popular brasileira, possibilitando um trabalho pedagógico marcante para o currículo dedicado à criança. Nada mais justo do que o desenvolvimento de um projeto de trabalho que partindo da riqueza cultural contida nos conteúdos e brincadeiras folclóricas propicie a vivência da diversidade cultural e uma aprendizagem motivadora e facilitadora às múltiplas linguagens na Educação Infantil.
5.    OBJETIVOS:
5.1.        OBJETIVOS GERAIS:
         Desenvolver a cultura do brincar na instituição;
         Reconhecer a importância das brincadeiras folclóricas como promotoras da cultura na Educação Infantil.

5.2.        OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
         Resgatar o valor cultural das brincadeiras folclóricas;
         Desenvolver o imaginário infantil;
         Socializar-se com os seus pares;
         Ampliar o repertório de brincadeiras que conhecem;
         Brincar de forma prática, simbólica e com jogos de regras;
         Vivenciar o prazer do brincar;
         Desenvolver a autonomia;
         Construir o conhecimento do folclore brasileiro através da participação e vivência real nas brincadeiras;
6.    CONTEÚDOS ABORDADOS:
         Folclore;
         Respeito, Solidariedade, Justiça, Diálogo e Cooperativismo;
         Tipos de brincar: prático, simbólico e jogos de regras;
         Brincar livre.
7.    PROPOSTAS/ESTATÉGIAS DE DESENVOLVIMENTO (SUGESTÕES):
PRÉ-ESCOLA/CRECHE:
Atividades com brinquedos e artesanato:
         Confecção de brinquedos: bonecas de pano; bonecos de papel; brinquedos com cordão; realização de oficinas na sala de aula para confecção de fantasias com folhas de papel, jornal, papel crepom, tampinhas, garrafas pet, sacolinhas plásticas; realização de oficinas na natureza para confecção de fantasias com folhas, gravetos, sementes diversas (folclóricas); também; pipas, brinquedos de argila (bonecos, animais, utensílios domésticos, pé na lata; telefone sem fio, boliches; brinquedos com verduras (batatas, cenoura, quiabo; chuchu, melõezinhos de quintal); cavalos de pau; confecção de brinquedos de casinha com caixas de papelão; confecção de bolinhas de barro; dobradura do pião; de passarinhos, bolas de meia; perna de pau, confecção de aviãozinho de pape, confecção de marionetes; confecção de petecas; confecção de dedoches com personagens folclóricos; confecção do bunba-meu boi (com caixas de papelão e embalagens de amaciantes /desinfetantes; produção de vassouras de mato
 Atividades  com Roda/Música:
         Brincadeira de rodas: Três, três passará; Dona Miné
        Sou Mineira de Minas; Demaré-dé-ci; Fui no toróro; Saia piaba; Escravos de Jó; bambeia pião; etc; Atirei o pau no gato; Concentração; O castelo pegou fogo; Ciranda, Cirandinha; Laranja madura; Morava na areia; Trabalhar com os acalantos e cantigas de ninar; moda de viola e outras;
         Brincadeiras comuns da infância: anelzinho; boca de forno; caiu no poço; pique bandeira; esconde-esconde; bolinha de gude; bé-bé-bé; pega-pega; Chicotinho queimado; brincar de curral; pula corda; elástico, estátua; pula carniça; cabo-de-guerra; La vaia a bola; coelhinho na toca, coelhinho saia da toca; amarelinha;desfile de fantasias produzidas pelas crianças; desfile de personagens folclóricos; brincar de 5 pedrinhas (três marias); brincar de bola ( usando diferentes tipos de bola: couro, plásticos. Meia, gude, barro); confecção de cornetas (de talos de mamão, bambu, mamona; brincar de aviãozinho de papel; brincar com marionetes; brincar de faz de conta (de casinha, de professora; de lavadeiras, com diferentes profissões); brincar de pular corda; brincar de jogar petecas; brincar de fazer bolinhas de sabão; brincar de cozinhado; brincar com brinquedos de sucatas; brincadeiras usando artesanato nordestino: redes, cochas de retalhos, peneiras, colher de pau, panelas de barro, toalhas de renda, ferro de passar; pote de barro, vassoura de mato, esteiras; brincar de trem; brincar de cavalinho, corrida de ovo na colher; corrida de saco; cabra cega, queimado, manja, esconde-esconde, Tá pronto seu lobo? Esconde a peia, etc.
 Roda de história/ linguagem:
         Brincadeira de advinha; parlendas, trava-línguas (na rodinha) e/ou usando a caixa surpresa;
         Contação de piadas;
         Brincar com frases de pára-choque de caminhão;
         Exibição de imagens com personagens folclóricos;
         Exibição de vídeos relacionados;
         Contação de casos de assombração (com diferentes personagens folclóricos) casos com Lobisomem, Mula sem cabeça; Casos com o pai da mata (Curupira); Caipora; Mulher de sete metros; Mãe d’ água; Pisadeira;
         Brincar com a caixa surpresa com objetos folclóricos;
         Contação de histórias usando os fantoches e dedoches produzidos com as crianças;
         Contação e dramatização de contos infantis: Branca de Neve e os sete anões, A bela adormecida; a Bela e a fera; A gata borralheira; Cachinhos de ouro; Pinóquio; João e o pé de feijão; A galinha de ovos de ouro; João e Maria e outros;
         Contação de histórias (cartonadas) com personagens folclóricos;
         Brincar de mímicas (imitar personagens folclóricos e/ou de contos infantis;
MAIS SUGESTÕES DE ATIVIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS DENTRO DO PROJETO
Atividades com culinária nordestina: Receitas: Ingredientes/Modo de fazer(trabalhar com a receita, medidas; sólidos e líquidos da receita, preparo) afixá-las na sala.
         Vatapá; Acarajé; Abará; Quiabada; Moqueca de peixe; Pirão de galinha caipira; caruru;  Cozido de verduras; Galinhada; Pipoca com coco; Moda; Cocada, paçoquinha; biscoitinhos de nata; cavaquinhos doce; ofelis; balinha de genipapo; bolinhos de chuva, bolo e mingaus (de tapioca, aipim, milho), ponche; genipapada; umbuzada; etc...
Atividades com a medicina nordestina: trabalhar com: classificação, seleção; exploração de cheiro, formatos, texturas da folhas, nomes e utilidades das ervas usadas no nordeste para a cura de doenças ou problemas de saúde.
         Trabalhar com as receitas dos chás (texto instrucional)
         Produção dos Chás com as crianças - de: cidreira, erva doce; capim santo; melissa; camomila; folha de goiabeira, nósnoscada etc;
         Degustação dos chás produzidos pelas crianças (realização da manhã e/ou tarde do chá);
Atividades com danças: frevo, forró, xaxado; capoeira; maculêlê; bumba meu boi; dança das fitas, samba, pagode; axé merengue, deboxe; carimbo, dança de reizado;
Atividades enfocando:
         as festas típicas e folguedos: carnaval; juninas; folia de reis; páscoa; festa de Iemanjá, Senhor do Bonfim, Natal, festa de gado (argolinha, vaqueijada, rodeio); festas de largos;
         as crenças: candomblé;  os santos
8.    RECURSOS: Todos os recursos necessários (brinquedos diversos produzidos com as crianças/pais); TV, DVD, mídias de CD e DVD; brinquedos industrializados; brinquedos e materiais diversos providenciados pela equipe gestora, equipe técnica, professores, funcionários e pessoas da comunidade.
9.    CULMINÂNCIA: O projeto culminará com a realização de uma exposição de todos os materiais produzidos com as crianças; desfile de personagens dos contos infantis e mitos folclóricos e apresentação de contos nas tendas da literatura.
10.  AVALIAÇÃO: O desenvolvimento do projeto será acompanhado pela equipe gestora e coordenação pedagógica, onde serão considerados e avaliados aspectos tais como: aprendizagens constru aceitação, envolvimento das crianças, e demais sujeitos da comunidade escolar na realização das atividades propostas.

Observação: As atividades do dia do estudante e do dia dos pais deverão ser desenvolvidas também dentro da temática do brincar.
ANEXOS
advinhas:
1- O que é que é
Que tem asas e não voa
E tem boca e não fala?
Resposta: Cesto

2- Não tem pernas mesmo assim,
Não há maior andarilho,
Não tem braços e onde mexe
Deixa tudo num sarilho
Resposta: Vento

3- Qual é a coisa qual é ela
Vermelha, avermelhada
Caminha bem no mato
E não caminha na estrada?
Resposta: Fogo

4- Branca como a neve,
Preta como o pez,
Fala e não tem boca,
anda e não tem pés.
Resposta: Carta
5- Um senhorinha,
Muito assenhorada,
Nunca sai de casa.
Está sempre molhada.
Resposta: Lingua
6- O que é que é
Que se põe no meio da mesa
parte-se e reparte-se
e nunca se come?
Resposta: Cartas
7- Tanto o rico como pobre
Pobre ou rico me hão de ter
Tenho dentes e não como,
Mas ajudo a comer.
Resposta: Garfo

8- Nada valho sem cabeça,
Mas eis meu triste fado:
Se eu cabeça não tivesse
Não morreria queimado.
Resposta: Fósforo
9- Verde como o mato
E mato não é.
Fala como gente
E gente não é?
Resposta: Papagaio
10- Tenho trinta e dois moinhos
Todos à uma a moer
E uma menina a varrer
Que venho eu então a ser?
Resposta: Boca
Projeto Folclore

Justificativa:

Promover o desenvolvimento integral dos alunos, dentro de um ambiente com propostas lúdicas e de cunho educativo, pois a cultura de um povo é um bem precioso que deve ser cultivado. Como agosto é o mês do Folclore, aproveitei para trabalhar com meus alunos as lendas e mitos da cultura popular brasileira, festas populares, festividades e comemorações, jogos, brincadeiras e outros. Expressar tradições culturais, conhecimentos, lendas, crenças populares, contos e cantigas roda. Assim é a melhor maneira de evidenciar o folclore para a garotada e fazer com que permaneça vivo nas gerações futuras. O saber popular busca assim, ampliar o conhecimento, a compreensão e análise das conquistas dessa cultura e seus diversos determinantes, além da importância de se preservar as tradições de um povo.A abordagem do tema parte da necessidade de resgatar os valores culturais da nossa região, como também é uma forma de despertar nos alunos o interesse pela leitura e escrita.  O folclore é uma forma de expressão espontânea da cultura popular. É uma herança deixada pelos nossos antepassados e transmitidos para os alunos através de brincadeiras, adivinhas, danças, musicas, lendas, comidas típicas, crenças, etc.   Ao trabalhar este tema busco alem de incentivar a leitura e a escrita, proporcionar aos alunos o conhecimento da riqueza cultural do folclore

Objetivo geral: 

- Resgatar, vivenciar e valorizar as manifestações da cultura popular brasileira: conhecer a importância do folclore para as crianças e comunidade.
- compreender e valorizar a cultura da nossa cidade através de pesquisa e realização de atividades retratando o folclore.
- Desenvolver a linguagem oral e escrita, como também a criatividade.
Objetivos específicos: 
-Pesquisar.
- ler, recontar e ilustrar, lendas, par lendas, adivinhas e provérbios...
- pesquisar ervas medicinais, usadas pela população deste município.
- apresentar cantigas de roda, superstições, etc.
- pesquisar comidas típicas. (ontem/hoje).

Metodologia:

As atividades serão desenvolvidas de forma individual e no coletivo com a interação professor e aluno em sala de aula. Os alunos pesquisarão as  manifestações da cultura popular brasileira analisando cada uma delas.Os mesmo ainda criarão cartazes com os personagens,ilustração de textos,adivinhas, parlendas,provérbios,lendas mitos, contos tabelas,calculo mental,dobraduras,atividades de interpretação de lendas e mitos,exposição de trabalhos todos esses trabalhos em sala e alguns como pesquisa  extra classe, em casa e na central de informática referente ao tema.

Atividades desenvolvidas:
Detonador:

Pesquisa dirigida – na central de informática
- O que é folclore;
- Qual a origem;
- Quais são os personagens do nosso folclore;
- Quais as brincadeiras que conhecemos do nosso folclore.
Pesquisa de lenda, parlenda e mitos.
Interpretação de texto
Caça palavras
Leitura
Produção de textos
Brincadeiras
Danças
Recortes
Textos e poesias;
Musicas;
Cruzadinhas;
Adivinhas;
Provérbios;
Atividades matemáticas;
Tabela;
Gráficos;
Pesquisa;
Jogos e brincadeiras;
Dobraduras;
Cartazes;

 Conteúdos:

a) Conceituais: Construir conceitos com as crianças sobre o que é folclore através de experiências vivenciadas por elas.
b) Procedimentais: Permitir que as crianças se apropriem de conhecimentos da cultura humana como novas formas de brincar, cantar, dançar, falar, etc.
c) Atitudinais: Incentivar a valorização e o respeito pelas diferentes formas de viver de diferentes grupos e pessoas.

Áreas:

a) Formação Pessoal e Social: socialização, respeito, valorização do outro, autonomia, iniciativa.
b) Linguagem Oral e Escrita: fala diálogo, argumentação, parlenda, trava língua, adivinhações, cantigas, escrita, receita, leitura, lendas, textos informativos.
c) Natureza e Sociedade: história dos brinquedos e brincadeiras, diferentes formas de cantar, brincar e contar histórias.
d) Movimento: dança brincadeiras.
e) Música: cantigas.
f) Arte: dramatização de lendas.
g) Matemática: construção de brinquedos (formas, cores, medidas, receitas).
6. Recursos: livros e revistas (fontes de informação), sucata, papéis coloridos, cola, tesoura, Cds com histórias e cantigas, brinquedos, fantasias, máquina fotográfica, filme fotográfico
Cronograma de atividades

.: Dia 22/08/11 (segunda) apresentação do projeto para os alunos ,pesquisa e exploração de texto informativo sobre o folclore.
.: Dia 23/08/11 (terça) conversa sobre lendas e seus personagens, especialmente a lenda sobre as nossa cidade, (recontarão) e ilustrações, tarefa para casa: pesquisa com os pais e avós sobre remédios caseiros e adivinhas.
.: Dia 24/08/11 (quarta) campeonato de adivinhas, confecção do mural: remédios caseiros,  pesquisar provérbios, cantigas de roda, ter a rodinha de contos, com o vovô - assombrações.
.: Dia 25/08/11 (quinta) distribuir os grupos, para que cada um apresentará para a turma o resultado final das suas pesquisas, produção de texto, pesquisar nomes de comidas típicas, que já não são tão presentes no nosso cardápio.
.: Dia 26/08/11 (sexta) culminância do projeto folclore.

Avaliação:

O aluno será avaliado de acordo com o seu desempenho e participação nas atividades no decorrer do projeto.
Culminância:

Exposição das atividades desenvolvidas. Apresentação de adivinhas, provérbios, musica, comidas típicas etc... 
Você sabia que...
... A palavra folclore vem do inglês: folk quer dizer povo e lore, saber. Logo, significa “ciência ou sabedoria do povo”. Tudo aquilo que o povo sabe, inventa, aprende, ensina. Portanto, está muito mais perto de nossas vidas do que podemos imaginar. O termo foi criado em 1846 pelo arqueólogo inglês Williams Jonh Thoms... A primeira pessoa a estudar o folclore brasileiro foi o poeta Amadeu Amaral, que morreu em 1929... Além das histórias e seus personagens, o folclore está representado em músicas e danças.

Personagens Folclóricos

Cada grupo trabalhará seu conteúdo de maneira dinâmica e diferenciada.
Após a realização dos trabalhos previstos farão primeiramente a exposição de ideias para aos colegas dos outros grupos  posteriormente todas as turmas confeccionarão um mural onde estarão contidos alguns exemplos de cada pesquisa realizada no decorrer do projeto.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário