Viajando No Mundo dos Contos de Fada

Viajando No Mundo dos Contos de Fada

quinta-feira, 11 de abril de 2013

A cultura afro-brasileira e Indígena no cotidiano escolar


A cultura afro-brasileira e Indígena no cotidiano escolar
No início do ano letivo, as escolas se preocupam em organizar o planejamento por projeto, unidades, disciplinas ou outra forma que atenda a linha pedagógica seguida, sempre com a intenção de viabilizar a proposta pedagógica. É o momento em que todas as atenções se voltam para o currículo oficial, seja a escola da rede pública ou privada. Sendo assim, é pertinente observar as mudanças legislativas que implicam na reorganização dos currículos, como é o caso da Lei nº 11.645, de março de 2008, que alterou a Lei nº 9.394 de 1996, já modificada pela Lei nº 10.639, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional e inclui, no currículo oficial da rede de ensino, a obrigatoriedade da temática "História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena" (a lei 11.645 foi necessária para corrigir a lei anterior que incluía apenas a história e a Cultura Afro-Brasileira, deixando de lado a cultura indígena).Portanto, para estar atualizado, o conteúdo programático deverá incluir diversos aspectos da história e da cultura que caracterizam a formação da população brasileira, a partir desses dois grupos étnicos, tais como o estudo da história da África e dos africanos, a luta dos negros e dos povos indígenas no Brasil, a cultura negra e indígena brasileira e o negro e o índio na formação da sociedade nacional, resgatando as suas contribuições nas áreas social, econômica e política, pertinentes à história do Brasil.
O currículo oficial estabelece ainda que os conteúdos referentes à história e cultura afro-brasileira e dos povos indígenas brasileiros serão ministrados no âmbito de todo o currículo escolar, em especial nas áreas de educação artística e de literatura e histórias brasileiras. Dada à importância dessa abordagem curricular, escolhemos como tema dessa quinzena: A cultura afro-brasileira e Indígena no cotidiano escolar.

Objetivos
- Contribuir para que o planejamento escolar atenda à legislação vigente;
- Contribuir para que os educandos aceitem a diversidade da nossa população.

Orientação Pedagógica
Para aproximar a comunidade educativa dessas culturas e em apoio às atividades curriculares, a equipe pedagógica poderá promover exposições sobre a arte e artesanato tanto da cultura negra como da indígena. Se for possível, uma visita a tribos indígenas ou comunidades quilombolas também seria muito enriquecedor e estaria contribuindo para o fortalecimento do pilar educacional “Aprender a ser”.

Sugestões de atividades

Português, Geografia, História e Biologia
Essas disciplinas podem promover pesquisas cujos resultados poderiam ser apresentados numa linha de tempo na qual os focos poderiam ser: período e região em que o índio foi escravizado; período e regiões em que o tráfico de escravos africanos teve início e se fortaleceu no Brasil. Poderia se fazer um levantamento da influência vocabular indígena e africana na língua portuguesa para publicação de um glossário. Verificar como esses povos contribuíram para a culinária brasileira – o resultado dessa pesquisa poderia ser transformado em um livro de receitas virtual que apresente, também, uma tabela de calorias e da contribuição desses alimentos para uma dieta saudável.

Português, História e Matemática
Utilizando mapas e dados disponibilizados pelo IBGE pode–se verificar a atual situação do negro no Brasil nos aspectos socioeconômico. Com os dados coletados, pode-se construir tabelas e gráficos referentes à sua região. Fazer um paralelo entre os dias de hoje e os séculos passados é interessante para o desenvolvimento da relação causa / consequência.

Literatura e Artes

Apresentar escritores negros e suas obras, filmes, reportagens, documentários que abordam a temática dos negros e índios é muito importante para a formação de opinião sobre esses povos e melhorar o entendimento da importância deles para cultura e o desenvolvimento do país. Conhecer traços do nosso folclore poderá auxiliar na construção do conhecimento relativo aos aspectos da miscigenação do povo brasileiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário