Viajando No Mundo dos Contos de Fada

Viajando No Mundo dos Contos de Fada

quinta-feira, 30 de junho de 2016

Drogas

Drogas
As Drogas, também chamadas de entorpecentes, são substâncias que modificam as funções do organismo, bem como o comportamento das pessoas.
Podem ser ingeridas, injetadas, inaladas ou absorvidas pela pele. Quanto ao seu efeito no corpo, são classificadas de três maneiras:
Tranquilizadoras ou Depressoras: álcool, solventes, inalantes, cola de sapateiro, loló, lança-perfume, maconha, tranquilizantes e remédios para dormir
Perturbadoras: os alucinógenos: cogumelos, LSD, etc.
Estimuladoras: crack, anfetamina, ecstasy, cocaína).

Drogas Lícitas  : Chamadas de drogas “leves”, as drogas lícitas são drogas permitidas por lei, compradas de maneira livre, por isso, seu comércio é legal. Nessa categoria incluem-se o tabaco, o álcool e os medicamentos.

Drogas Ilícitas : A comercialização das drogas ilícitas é proibida por lei, uma vez que são consideradas drogas mais “pesadas”, ou seja, que causam maior dependência em seus usuários. São elas: maconha, cocaína, heroína, o ecstasy, o crack, a heroína, etc.
Tipos de Drogas

Naturais: As drogas naturais provêm de plantas, são elas: Maconha (Cannabis sativa), ópio (flor da Papoula), cafeína (Xantina), nicotina (tabaco), cogumelos (Psilocibina), Chá ayahusaka (dimetiltriptamina).

Sintéticas: As drogas sintéticas são produzidas em laboratórios, são elas:anfetaminas, ecstasy, LSD, lança perfume, barbitúricos, heroína, cocaína, crack, oxi, merla, morfina.

Dependência Química : As drogas causam uma doença chamada de dependência química. Esse é um problema que, tendencialmente, surge na adolescência - período conturbado em virtude da transição para a vida adulta.Além da integridade física, a toxicodependência afeta o campo psicológico. A dependência é progressiva - em virtude do desejo de consumir mais para obter, supostamente, maior satisfação - e é incurável, sendo amenizada através de tratamento continuado.



Vamos Viver a Vida Em Paz Sem Drogas

Secretaria de Educação Cultura e Desporto
Praça 29 de Dezembro , nº 57
Departamento de Ensino

Vamos Viver a Vida Em Paz Sem Drogas


                            Organização
Professora : Valdinere Alves dos Santos
Cortês -2016

Temática do Mês:
Em Destaque :Drogas Lícitas e Ilícitas
           A escola como formadora de cidadãos é um espaço propicio para tratar desse tema de forma interdisciplinar e transversal, uma vez que tem o dever de  educar resgatando a cidadania. Sabendo-se que o uso de drogas, sejam elas lícitas ou ilícitas está muito presente em nossa sociedade e que é na adolescência que a droga exerce maior atração, uma vez que diagnosticamos alunos usuários dessas substâncias.
Não só existem variados tipos de drogas, mas também são diferentes os efeitos por elas produzidos, e a adolescência - período marcado por mudanças e curiosidades sobre um mundo que existe além da família - representa um momento especial no qual as drogas exercem um forte atrativo . Faz-se necessário, então, uma educação preventiva e a busca pela conscientização de toda a comunidade sobre os efeitos e consequências maléficas causadas por essas substâncias à vida humana em todos os seus aspectos, físico, psíquico e social. 
Objetivo :
Proporcionar ao aluno um conhecimento sistematizado sobre os tipos de drogas, bem como orientá-lo sobre os males que a mesma causa no nosso organismo.
Dar informações sobre drogas, mostrando que elas causam dependência mental e dependência física;
Oportunizar o debate e reflexões em torno dos fatores sociais, familiares, econômicos que influem no uso abusivo das drogas;     
Envolver alunos, professores e todos que fazem a escola, de modo que compreendam que as drogas estão presentes no meio social e que a escola não deve ficar alheia ao problema.
Diagnosticar o índice de  alunos,  jovens e adultos - envolvidos com drogas. Orientar as  famílias  para um diálogo aberto com seus filhos.
Mobilizar a opinião pública escolar, mediante campanhas de alerta, apresentando atitudes preventivas relacionadas ao uso indevido das drogas.
Estabelecer parcerias com os diversos segmentos da sociedade como (polícia militar, assistentes sociais, psicólogos, Conselho Tutelar, Técnicos do CREIAS, e outros).
                            SUGESTÕES PARA EXPLORAR O ASSUNTO
 A - LINGUA PORTUGUESA : Leitura de textos sobre violência no trânsito e álcool; - Elaboração de redações e poesias com essa temática; - Debates e apresentação de vídeos.

SUGESTÃO DE ATIVIDADE: Propor que os alunos façam uma redação com a temática relacionada ao assunto. Ou, então, dividir a sala em grupos e pedir que cada grupo elabore um programa de rádio que pode abordar: noticias e informações sobre o uso de drogas, acidentes de trânsito por causa de bebida, crimes e violência doméstica.

B - MATEMÁTICA - Organizar gráficos com números de acidentes de trânsito causados pelo consumo do álcool e também o consumo de álcool e drogas no município; Organizar tabelas com dados de ocorrências policiais nos dias de festas e feriados.


HISTÓRIA : - Males das drogas na história da humanidade; Drogas nas civilizações antigas (gregos, romanos, babilônios, egípcios etc.);Drogas em rituais mágicos nas comunidades indígenas; Origem do Carnaval e demais festas nacionais e estaduais.

SUGESTÃO  DE ATIVIDADE : Apresentar o problema da alta vulnerabilidade de alguns grupos sociais em relação aos malefícios do álcool e demais drogas. Dividir a turma em grupos e pedir que realizem pesquisas na internet ou na biblioteca tratando:
 ( 1 ) migrantes e êxodo rural no Brasil; e  ( 2 ) crianças e moradores de rua. Cada grupo deve apresentar brevemente dando um contexto geral do assunto e, em seguida, mostrar que a exclusão socioeconômica deixa esses grupos mais vulneráveis.

G - GEOGRAFIA
- Origem das drogas no mundo e no Brasil; Tráfico Internacional de drogas;
- Visão das religiões e o consumo de álcool e fumo.

SUGESTÃO DE ATIVIDADE: Propor que os alunos façam vídeos com o uso de celulares e maquinas fotográficas digitais abordando a temática “Educação Antidrogas”. Essa atividade pode ser feita em grupo ou individualmente, e cada aluno pode registrar sua experiência familiar, na sua comunidade, em visita a uma instituição publica, Igreja etc.

H - EDUCAÇÃO FÍSICA:
- Doping nos esportes nacionais e internacionais; Prejuízos do uso de anabolizantes.

I - ENSINO RELIGIOSO:
- a visão da bebida e do fumo nas religiões; o papel das igrejas no apoio aos usuários de drogas;

 - EDUCAÇÃO ARTÍSTICA :
- Desenhos com a temática “educação antidrogas” e vida saudável; Compor músicas, no estilo “hip hop” ou “repente do nordeste”.

REFERÊNCIAS:
Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Brasília, 2009.
PREVENÇÃO DO USO DE DROGAS – Curso para Educadores de Escolas Públicas. 5ª
Ed - atualizada, Brasília, 2012.
Parâmetros Curriculares Nacionais – volume 9 – Meio Ambiente e Saúde. 3ª Ed. Brasília, 2001.
PINOTTI, Maluf, Daniele. Prevenção ao uso de drogas em escolas.


DROGAS LÍCITAS E ILÍCITAS : Vulnerabilidades, riscos e formas de prevenção
Drogas : O que são drogas? É considerado droga tudo aquilo que é colocado no organismo, que modifica comportamento físico ou psicológico da pessoa. Qualquer substância capaz de modificar a função dos organismos vivos, resultando em mudanças fisiológicas ou de comportamento. Geram alterações psicológicas que variam de acordo com o tipo e a quantidade da droga, as características de quem as ingere, as expectativas que se tem de seus efeitos e o momento em que são inseridas
Drogas Lícitas: São drogas permitidas pela lei, sendo liberadas para a comercialização. Ex: bebidas alcoólicas, cigarro, café entre outras.
Drogas Ilícitas: È qualquer substancia proibida pela lei. Em alguns lugares, essas drogas são permitidas. Ex: crack, maconha, chá de cogumelo e outras.
DROGAS DEPRESSORAS: Drogas depressoras – diminuem a atividade de nosso cérebro, ou seja, deprimem seu funcionamento. Significa que a pessoa que faz uso fica “desligada”, “devagar”, desinteressada pelas coisas.
TIPOS:  Álcool; soníferos; ansiolíticos (diazepan); opiáceos ou narcóticos (aliviam a dor e dão sonolência – morfina, heroína, codeína, etc.); inalantes ou solventes (colas, tintas, removedores,etc.)
DROGAS ESTIMULANTES l Drogas Estimulantes – aumentam a atividade do cérebro, ou seja, estimulam o funcionamento fazendo com que o usuário fique “ligado”, “elétrico”, sem sono.
TIPOS: anfetaminas (diminuem a fome) cafeína cocaína crack nicotina outras drogas DROGAS PERTURBADORAS :  Drogas Perturbadoras – o cérebro funciona fora do normal, e a pessoa fica com a mente perturbada. TIPOS: Cacto; Cogumelo; Daime; LSD; Maconha
OUTRAS DROGAS Anabolizantes – substitutos sintéticos do hormônio masculino testosterona fabricado nos testículos. Levam ao crescimento da musculatura e ao desenvolvimento das características sexuais masculinas. Efeitos: diminuição dos testículos, da contagem de espermatozoides, impotência, infertilidade, calvície, desenvolvimento das mamas, dificuldade ou dor para urinar e aumento da próstata. Nas mulheres: crescimento de pelos  faciais, alteração do ciclo menstrual, aumento do clitóris, voz grossa, diminuição dos seios.
USUÁRIO DE DROGAS :  Experimentador – experimenta a droga e não se interessa em manter o uso.  Eventual – faz uso da droga ocasionalmente; continua sua vida, com suas atividades e, de vez em quando, faz uso da droga. Habitual – organiza suas atividades em torno do hábito de usar drogas  Dependente – usa a droga compulsivamente, sem controle psicossocial; a droga eleita passa a ser o eixo de sua vida.
TOLERÂNCIA É a necessidade de aumentar progressivamente a dose da droga para conseguir o mesmo efeito. Isso acontece com alguns tipos de drogas como anfetaminas, a cocaína, o álcool e os xaropes com codeína.
DEPENDÊNCIA QUÍMICA :  É o impulso que leva a pessoa a usar uma droga de forma contínua ou periódica. O dependente é a pessoa que não consegue controlar o consumo, agindo de forma impulsiva e repetitiva. As duas formas principais em que ela se apresenta são a dependência física e a dependência psicológica.
ATIVIDADE – Auto avaliação grupal - Objetivo: oportunizar a reflexão sobre as dificuldades e as contribuições de cada integrante do grupo.  Distribuir papéis e lápis; pedir que respondam:
“Qual a minha maior dificuldade frente as expectativas da minha família, meu grupo, minha comunidade.”; recolher os escritos, misturá-los e redistribuí-los; cada participante lê alto as dificuldades do outro como se fossem– .
SUGESTÕES DE CARACTERÍSTICAS
ALTO  -GORDO -  TÍMIDO- AGITADO - FALANTE - PAQUERADOR -FESTEIRO - PREGUIÇOSO  -RISONHO DEPENDENTE -SEGURO -CONFIANTE
BAIXO  - MAGRO - DESINIBIDO  -CALMO- CALADO -NÃO PAQUERADO – CASEIRO –TRABALHADOR -SÉRIO -INDEPENDENTE - INSEGURO -DESCONFIADO
ATIVIDADE – Perdas e ganhos na adolescência – Objetivos – refletir sobre a adolescência, seus ganhos e suas perdas; descobrir diferenças e semelhanças entre as experiências individuais. Em círculo, cada participante recebe uma folha de papel e lápis, pedir que pensem em sua adolescência, reconhecendo os ganhos e as perdas vivenciados até o momento.
Dividir a folha de papel ao meio sem parti-la, escrevendo de um lado perda e no outro os ganhos que consideram ter vivenciado.
Partilha e comentar os escritos individuais. O que percebeu ao ouvir as perdas e ganhos do grupo. O que mais chamou a sua atenção. Quais os sentimentos que a atividade despertou você




1 Leia o texto e interprete com carinho.
                                                                                    Drogas
As drogas são produtos químicos que se usam no tratamento ou prevenção de doenças ou deficiências dos seres vivos. Os remédios são feitos com drogas. Podem ser administradas por via oral, pela respiração, por meio de injeções. O estudo científico da ação das drogas começou há muitos anos; chama-se Farmacologia. Algumas drogas agem sobre certos órgãos do corpo, outras agem sobre organismos causadores de doenças.
A ação de algumas drogas é o resultado de efeitos físicos ou químicos. Esta ação depende da absorção das drogas e sua passagem para a corrente sanguínea. O sangue as transporta para os diferentes tecidos do corpo, onde se produz a reação. As drogas se obtêm das plantas, dos microrganismos, de outros animais e de produtos químicos naturais ou artificialmente fabricados.
A digitalina, droga usada no tratamento da insuficiência cardíaca, é retirada da folha seca da dedaleira. A vacina para a varíola é obtida do vitelo inoculado com o vírus vacínico, ou a partir do cultivo do vírus em ovo embrionado de galinha.As drogas que se obtêm de processo metabólico dos microrganismos e que são eficientes na destruição de outros organismos, chamam-se antibióticos. Os antibióticos podem classificar-se como de espectro amplo ou espectro estreito. As drogas de espectro amplo são eficazes contra grande número de organismo, como a tetraciclina. A penicilina é uma droga de espectro estreito, já que só atua sobre os agentes causadores de algumas doenças.
A aspirina é uma droga que tem ação geral. As drogas podem ser substâncias naturais ou sintéticas que possuem a capacidade de alterar o funcionamento do organismo, são divididas em dois grandes grupos, segundo o critério de legalidade perante a Lei: drogas lícitas e ilícitas. Drogas lícitas são aquelas permitidas por lei; drogas ilícitas são as proibida pela justiça.
As drogas ainda se dividem quanto ao seu efeito no organismo humano: drogas depressoras, são as que causam efeitos semelhantes aos da depressão (álcool, morfina , fenobarbital, cola de sapateiro, lança-perfume, tranquilizante e remédios para dormir); drogas estimulantes, causam o aumento da adrenalina, uma sensação de alerta(cafeína e a adrenalina). As pílulas para dormir são depressoras e uma dose exagerada pode provocar estado de coma. 
a-– que são drogas?___________________________________
b-– Com se divide as drogas?______________________________________
c- Que são antibióticos?__________________________________________
d-Como são administrados os remédios?____________________________
e-Como é a ação de algumas drogas?______________________________
f-O que é farmacologia?_________________________________________
g-Como se classificam os antibióticos?__________________________
h-De onde se obtém as drogas?___________________________________
I-De acordo com o efeito, como se classificam as drogas?_________________________
j- Qual a diferença entre drogas lícitas e ilícitas?_________________________
l-Cita os nomes das drogas que você viu nestes dias.______________
m-Como se faz a vacina contra varíola?______________________

2-Relacione.
( 1 ) digitalina (     ) pode provocar coma.
(  2 )tetraciclina (    )retirada da folha da dedaleira.
( 3  )penicilina (     ) tem ação geral.
( 4  )aspirina (     ) de espectro amplo.
( 5  )pílulas para dormir (     )de espectro estreito.

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE DROGAS?
01 - QUE É DROGA? De acordo com a organização Mundial da Saúde, DROGA é toda substância que colocada no organismo humano provoca alguma alteração, física ou psíquica.

02 - COMO PODEM SER AS DROGAS? As DROGAS podem ser lícitas (permitidas) ou ilícitas (proibidas).

03 - O QUE É DROGA LÍCITA? Droga lícita é aquela que as leis não proíbem a sua fabricação, o seu transporte e a sua comercialização. Existem apenas leis que regulamentam o processo de produção, de transporte e de comercialização. Exemplos: Cigarros no processo de fabricação a lei obriga que na embalagem contenha mensagens dos malefícios causados. No comércio a lei proíbe a venda para menores de 18 anos.

04 – O QUE É DROGA ILÍCITA? Droga ilícita é aquela que existe lei proibindo a sua fabricação, o seu transporte e a sua comercialização. Exemplos: Maconha, Cocaína, Crack, LSD, Líquido X etc.

05 - PORQUE UMA PESSOA COMEÇA A USAR DROGAS? Uma pessoa pode se tornar um usuário por vários motivos. Pelas circunstâncias do meio em que vive, incentivado por outras pessoas, pelos falsos amigos, pela curiosidade, mas, principalmente pela falta de informação.

06 – EXISTEM DROGAS LEVES E DROGAS PESADAS? Do Ponto de vista da lei, não há diferença entre drogas leves e drogas pesadas, mas apenas entre drogas lícitas (legais) e ilícitas (ilegais).

07 – AS DROGAS ILÍCITAS SÃO MAIS PERIGOSAS QUE AS DROGAS LÍCITAS? Nem Sempre. Os perigos relacionados ao uso de drogas dependem de diversos fatores. O fato de a droga ser legal ou ilegal não tem uma relação direta com o perigo que oferece. Temos a tendência de achar que substâncias como o álcool, já que são legalizadas, não são problemáticas, é um terrível engano. Assim observamos que na nossa cultura somos demasiadamente tolerantes com relação às drogas legalizadas (álcool, medicamentos, tabaco).

08 – O QUE É DEPENDÊNCIA? O uso repetitivo e de forma continuada, faz com que o organismo do usuário passe a exigir as substâncias ativas da droga. As Drogas de uma forma geral agem no cérebro, e este emite ordens para nosso corpo como se estivesse pedindo aquelas substancias. A dependência pode ser psíquica ou física.

09 – O QUE É DEPENDÊNCIA PSIQUICA? O efeito de substâncias diretamente no sistema cerebral, fazendo com que a vontade do usuário esteja sempre ligada ao uso daquela substância. EXEMPLO: O usuário de tabaco (cigarros), craveja o cérebro com a NICOTINA, a substância que causa dependência (viciante), e o cérebro passa a exigir a presença de nicotina, muitas vezes sobrepondo-se até mesmo ao desejo da pessoa em se abster do fumo.
10 – O QUE É DEPENDÊNCIA FÍSICA? O efeito provocado por determinadas substâncias absorvidas pelo corpo do usuário. O usuário necessita da substância para fazer funcionar alguma parte física. EXEMPLO: Anabolizantes agem sobre os músculos do usuário.

11 - O QUE É TOLERÂNCIA? Tolerância é a necessidade que o usuário sente de aumentar as dosagens da droga usada, para obter a mesma sensação, os mesmos efeitos que obtinha anteriormente com dosagens menores.


 12 – QUEM PODE SER CONSIDERADO DEPENDENTE? Dependente é a pessoa que deixa de ter vontade própria e, por necessidade psíquica ou física torna-se incapaz de abster-se do uso de determinada substância. O uso de drogas por dependência é uma manifestação de graves problemas de saúde (DOENÇA).

13 – QUAIS A CARACTERÍSTICAS DE UM DEPENDENTE? Brusca mudança de comportamento, visivelmente apresenta sinais de autodestruição, nervosismo, inquietação, agressividade, abandono dos valores sociais e morais, perda de interesse por estudos e trabalho, perde os hábitos normais de higiene e completo desinteresse pela sua aparência pessoal.

14 – COMO UMA PESSOA PODE DEIXAR DE SER DEPENDENTE? Depende muito das condições físicas e psíquicas do usuário. Quando a dependência se encontra em estado adiantado, há necessidade de auxílio, de tratamento adequado e especializado em hospitais, clínicas e profissionais como psicólogos, assistentes sociais, muito apoio familiar, terapia de grupo e principalmente muita religiosidade.

15 – TODO DEPENDENTE QUE PASSA POR TRATAMENTOS SE RECUPERAM? O que se pode afirmar é que toda pessoa recuperada passou por tratamentos, porém nem todos que se tratam se recuperam. O fator principal da recuperação é a conscientização da pessoa em querer se recuperar, sem esta condição é praticamente impossível se obter resultados positivos no tratamento.

16 – O QUE É RECAIDA? Recaída é a expressão usada, para definir a volta ao uso de drogas por uma pessoa, mesmo depois de ter passado longo tempo sem consumo e ser considerada nos tratamentos como recuperada.
17 – O QUE LEVA UMA PESSOA MESMO APÓS UM LONGO TRATAMENTO TER UMA RECAIDA? A falta de forças próprias para resoluções de problemas que com certeza vai encontrar ao reintegrar-se à sociedade, principalmente quando deixar o local de tratamento, geralmente uma clínica, volta a conviver no mesmo meio social que convivia anteriormente.

18 – O QUE É USUÁRIO? A pessoa que adquire, guarda ou traz consigo, para uso próprio, substâncias entorpecentes ou que determinem dependência física ou psíquica, sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar. (Lei 6.368 artigo 16) Pena: Reclusão de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos, e pagamento de 30 (trinta) a 50 (Cinquenta) dias-multa.

 19 – O QUE É TRÁFICO? Tráfico o ato de importar ou exportar, remeter, preparar, produzir, adquirir, vender, expor à venda ou oferecer, fornecer ainda que gratuitamente, ter em depósito, transportar, trazer consigo, guardar, recomendar, ministrar ou entregar, de qualquer forma, a consumo, substância entorpecente ou que determine dependência física ou psíquica, sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar. A pena para quem infringe a lei é de 3 (três) a 15 (quinze anos) de reclusão em regime fechado e pagamento de multa que varia de 50 a 360 dias-multa.

20 – TODO USUÁRIO É TRAFICANTE? Não, nem todo usuário é traficante, porém um grande número de usuários acabam enveredando pelo mundo do tráfico, muitas vezes com a intenção de obter algum lucro sobre suas vendas para manutenção da sua própria dependência.


Drogas Ilícitas
Drogas ilícitas são substâncias em que a produção, comercialização e consumo são proibidos por lei. As drogas, quando ingeridas, inaladas ou aplicadas no organismo, provocam alterações no seu estado, pois agem sobre o sistema nervoso e alteram o comportamento e o estado mental das pessoas que delas fazem uso - são as chamadas drogas psicotrópicas.Entre elas, há as drogas lícitas e as drogas ilícitas, estas, por serem proibidas por lei, circulam no país através do tráfico. Entre as drogas ilícitas estão a maconha, a cocaína, o crack, o ecstasy, o LSD, entre outras.
Efeitos e Riscos das Drogas Ilícitas
A maconha é preparada com partes da planta (Cannabis sativa), que são moídas e enroladas na forma de cigarro. Seu uso provoca efeitos como calma, relaxamento, introspecção, secura na boca, sudorese, tremores, falta de equilíbrio e coordenação motora. Seu uso continuado pode levar o consumidor ao estado de angústia, medo de perder o controle e pânico.
A cocaína é obtida das folhas da coca (Erythroxylon coca), planta usada legalmente como chá há mais de 1000 anos pelos povos sul-americanos. A cocaína é produzida por processos químicos e usada sob a forma de pó, que é inalado ou injetado na corrente sanguínea. Provoca excitação e euforia, intensificação da atividade mental, diminuição do apetite e aumento da pressão sanguínea. Seu uso frequente pode levar a distúrbios cardiovasculares, parada respiratória, derrame e infarto.
O crack assim como a cocaína é obtido a partir da pasta de coca, que misturado com certos sais produz um cristal. Essa pedra é fumada em cachimbos e tem efeito no organismo semelhante ao da cocaína injetada. Seu uso produz euforia e excitação, sensação de poder de forma mais intensa que a cocaína, mas de duração muito mais curta (que leva a querer consumir sempre mais). Os riscos do uso do crack são hemorragias, derrames e graves danos neurológicos.
O ecstasy é produzido em laboratório, em geral em forma de comprimidos. Seu uso provoca aumento da temperatura do corpo, aumento da resistência física e das percepções sensoriais. Entre os riscos, seu uso frequente pode levar a desidratação, pânico, estresse físico e psicológico.
O LSD (ou ácido) é fabricado em laboratório. Em geral é apresentado em um papel impregnado da droga, para ser dissolvido na boca. Seu uso leva a alucinações, com distorções da percepção visual, aumento da pressão arterial e do ritmo cardíaco. Entre os riscos do uso frequente estão os delírios, que fazem perder a noção do perigo, causando até mesmo a morte. Pode ainda acelerar o desenvolvimento de doenças psíquicas em pessoas com propensão a elas.


Droga Lícita
Drogas lícitas são substâncias naturais ou sintéticas que possuem a capacidade de alterar o comportamento do indivíduo e cuja produção, distribuição e consumo, é permitida por lei. Apesar de ser uma droga liberada, a droga lícita é uma ameaça à saúde e causa dependência aos usuários. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) a incidência de problemas de saúde consequente do uso indiscriminado das drogas lícitas é maior do que o das drogas ilícitas (maconha, cocaína etc.).
Entre as drogas lícitas estão o álcool, o cigarro e os medicamentos.
Álcool
O álcool vem sendo consumido cada vez mais pela população do mundo todo, principalmente pelos jovens, que experimentam a bebida cada vez mais cedo. E quanto mais cedo uma pessoa começa a beber, maior é a possibilidade de se tornar dependente. Quando ingerido o álcool provoca a sensação de segurança, o usuário se sente desinibido, no primeiro momento mas, se a quantidade ingerida passar do limite seu comportamento torna-se descontrolado, podendo ter reações agressivas ou depressivas, ficando descoordenado e sonolento.
O consumo frequente torna o usuário dependente da droga, o que pode prejudicá-lo socialmente. O dependente adulto pode desenvolver cirrose hepática, problemas cardíacos e hipertensão. Na maioria dos casos, com a suspensão da bebida, é possível a recuperação do fígado e das membranas dos neurônios mais frágeis, que também são afetados.
PUBLICIDADE
Cigarro  : O cigarro provoca sensação de euforia no fumante. Além do tabaco, contém muitas substância químicas extremamente tóxicas e cancerígenas. O uso contínuo do cigarro, leva o fumante a perder a resistência respiratória, ter irritação na garganta, ter tosse crônica e prejudica os pulmões, provoca câncer e enfisema pulmonar. O fumo altera o metabolismo e compromete o desenvolvimento do corpo do jovem fumante.
O Brasil gasta bilhões no tratamento de pacientes com doenças relacionadas ao uso do cigarro. Algumas medidas do governo, como o aumento de impostos e as imagens chocantes de pessoas doentes no verso das carteiras de cigarro são medidas criadas com o objetivo de frear o consumo.
O dia 29 de agosto é o Dia Nacional de Combate ao Fumo, foi criado com o objetivo de reforçar as ações nacionais de sensibilização e mobilização da população para os danos causados pelo tabaco. Os fumantes que tentam parar o vício sentem tremores pela abstinência do tabaco e muitos desistem. Entre dez viciados que tentam parar, só um consegue largar o vício por completo.
Ansiolíticos : Os ansiolíticos são drogas usadas para combater a insônia, como também para diminuir a ansiedade e tensão. Seu efeito é tranquilizante mas, se usado continuamente pode levar à dependência. Por ser um remédio de tarja preta, seu uso só é permitido com prescrição médica. Durante a sua administração não é recomendado o uso de bebida alcoólica, pois pode levar ao coma.
Anfetaminas: As anfetaminas são drogas estimulantes da atividade do sistema nervoso central. Quando ingeridas provocam euforia e perda de apetite sendo muito usada em dietas. Seu uso frequente provoca taquicardia, depressão, tontura, irritação e tremores. Pode desenvolver doenças como bulimia, anorexia e problemas psíquicos. É tarja preta e vendida com prescrição médica.


História das Drogas
Desde muito tempo as drogas fazem parte da vida humana. Descoberto no norte do Irã, um jarro de cerâmica com resíduos de vinho é considerada a mais antiga ocorrência de droga, datada aproximadamente de 5400-5000 a.C.. Nas antigas civilizações, muitas plantas que possuíam efeitos psicoativos eram utilizadas nos rituais religiosos. Segundo estudos, os chineses são, provavelmente, um dos primeiros povos a utilizar a maconha (4000 a.C.) enquanto os sumérios, o primeiro povo a utilizar o ópio (3500 a.C.) conhecida por eles como a “flor do prazer”.
Acredita-se que o ser humano começou a utilizar drogas naturais observando o comportamento dos animais que consumiam determinadas plantas. Curiosos, os homens provavam e, por meio dos efeitos, acreditavam que essas plantas tinha um caráter divino e assim, os nativos passaram a venerá-la. Além disso, durante muito tempo as drogas foram consideradas remédios, por exemplo, a papoula, planta do ópio, conhecida há mais de oito mil anos, indicada por Hipócrates, o pai da medicina, para a cura de diversas doenças.
Da mesma maneira, a cocaína, surgida na Europa em 1806, foi recomendada, através dos experimentos de Sigmund Freud, como remédio para problemas digestivos, asma, entre outros. A partir do século XX que começaram a surgir proibições globais ao uso de drogas. O primeiro país a realizar um luta contra as drogas foi os Estados Unidos, em 1948.
Por conseguinte, no ano de 1961, após uma convenção da ONU, mais de 100 países começaram a proibir e distinguir os entorpecentes entre: drogas “leves” e drogas “pesadas”. Segundo estudos, há cerca de 340 milhões de usuários de drogas no planeta.
Características do Álcool
O álcool é um líquido incolor, inflamável, com cheiro e sabor característicos, obtido por fermentação de substâncias açucaradas ou amiláceas (que contém amido), ou ainda por processos sintéticos.Diversas matérias primas vegetais são usadas para a fabricação do álcool, entre elas a cana de açúcar, o milho, a mandioca, a beterraba, a batata etc. No Brasil, a principal matéria prima utilizada na fabricação do álcool é a cana de açúcar. O processo de fabricação é realizado mas usinas de açúcar e álcool.O álcool é usado com larga faixa de propósitos: como combustível, no preparo de solventes, na formulação de produtos químicos, como acetona e soluções anti sépticas, na fabricação de fluidos e plásticos, na fabricação de perfumes, detergentes, produtos farmacêuticos e de limpeza, na produção de explosivos e na composição de bebidas alcoólicas.
Álcool Combustível
O álcool combustível - álcool etílico ou etanol é uma fonte de energia alternativa e renovável. Sua combustão é menos poluente que os combustíveis fósseis, como o petróleo. No Brasil, o etanol substitui a gasolina dos carros, com motor flex, e também é misturado à gasolina.Essa iniciativa além de poupar o consumo de petróleo é favorável ao meio ambiente. Os Estados Unidos, a União Europeia, o México, a Argentina e a Colômbia também fazem uso desse recurso.
No Brasil, o Proálcool foi criado em 1975, durante o governo Ernesto Geisel, em vista da crise do petróleo pela qual o mundo passava. O programa foi implantado nas zonas agrícolas que possuíam plantação e usinas de cana de açúcar, como na Zona da Mata do Nordeste, em regiões de Planalto Ocidental Paulista e no norte fluminense. Na década de 1980, o setor automobilístico apoiou o Pró-álcool, dando início a montagem de automóveis, com o motor adaptado a esse combustível. Com os avanços tecnológicos, o carro movido a álcool ganhou as ruas brasileiras, chegando a representar 85% da frota brasileira dos anos 80.

Efeitos: O álcool é conhecido desde a antiguidade, tanto na cerveja dos egípcios, como no vinho dos povos da Mesopotâmia e da Grécia. O álcool é usado na fabricação de diversas bebidas alcoólicas e o consumo frequente dessas bebidas torna o usuário dependente desse tipo de droga lícita. O consumo de bebidas à base de álcool gera, em princípio, efeito relaxante no organismo. O exagero, porém, pode levar ao coma alcoólico em um episódio e, a longo prazo, danos permanentes no fígado.
Álcool Metílico ou metanol
O álcool metílico ou metanol pode ser extraído da nafta (composto proveniente do petróleo), do xisto, do gás de madeira ou do carvão vegetal. É um combustível extremamente tóxico, penetra no corpo humano pela pele, pelas vias respiratórias e digestivas, podendo levar à cegueira.O álcool metílico tem grande poder de resistência a detonação, o que viabiliza sua utilização em motores com alta taxa de compressão. É utilizado também na indústria química, como solvente e na fabricação de plásticos.
Álcool iodado :O álcool iodado é uma solução alcoólica, vendida nas farmácias, que contém 0,1% de iodo, usada como antisséptico tópico, em curativos no tratamento de feridas na pele.
Álcool isopropílico: Álcool isopropílico é um solvente usado na indústria de tintas, vernizes e removedores. É usado para limpar componentes eletrônicos de diversos aparelhos, entre eles os computadores. É usado também na indústria gráfica, na composição da solução das tintas usadas no processo de impressão.
Anabolizantes : Os esteroides anabolizantes são drogas relacionadas à testosterona, um hormônio masculino produzido pelos testículos. A principal função dos anabolizantes é a reposição da testosterona em situações de deficiência desse hormônio, no caso de alguma patologia. Por terem a propriedade de aumentar os músculos, os esteroides anabolizantes também são muito procurados por atletas para melhorar a performance ou ainda por indivíduos em busca de uma melhor aparência física. Tomados sob a forma de comprimidos ou injeções, o uso inadequado de anabolizantes pode levar o indivíduo a utilizar doses muito superiores àquelas recomendadas pelo médico. Os esteroides anabolizantes mais utilizados no Brasil são a Testosterona e a Nandrolona.
Efeitos Colaterais do Uso de Anabolizantes
Tremores; Acne severa; Retenção de líquidos; Dores nas articulações; Aumento da pressão sanguínea; HDL baixo (colesterol bom);Icterícia; Tumores no fígado.
REFERÊNCIAS:
Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Brasília, 2009.
PREVENÇÃO DO USO DE DROGAS – Curso para Educadores de Escolas Públicas. 5ª
Ed - atualizada, Brasília, 2012.
Parâmetros Curriculares Nacionais – volume 9 – Meio Ambiente e Saúde. 3ª Ed. Brasília, 2001.
PINOTTI, Maluf, Daniele. Prevenção ao uso de drogas em escolas.

Vamos Viver a Vida Em Paz Sem Drogas